Diagnóstico avançado em dor por imagem infravermelha e outras aplicações

Dr. Marcos Leal Brioschi, Dra. LinTchia Yeng , Prof. Dr. Manoel Jacobsen Teixeira
O infravermelho (IR) é um exame de imagem totalmente seguro, sem contraste, indolor, que pode ser utilizado para o diagnóstico complementar avançado de condições neuromusculares dolorosas, como síndrome de dor miofascial, lesões musculoligamentosas, radiculopatias, discopatias, distrofia simpático-reflexa, síndromes do túneo do carpo e do tarso, porlineuropatias, lesões esportivas, síndromes compressivas neurovasculares do desfiladeiro torácico e inflamações, como artrites, tendinites e Bursites.

Saiba Mais

Documentação da síndrome dolorosa miofascial por imagem infravermelha

Marcos Leal Brioschi, LinTchia Yeng, Elda Matilde Hirose Pastor, Daniel Colman, Francisco M. R. Moraes Silva, Manoel Jacobsen Teixeira.
Os pontos-gatilhos (PG) miofaciais só encontrados em muitas lesões cervicais com hiperextensão/hiperflexão, discopatias e lesões/desordes por esforço repetitivo. Uma das indicações básicas e melhores da comprovação por imagem infravermelha é a de documentar afecções de tecidos moles particularmente nos casos em que não são demonstradas por exames radiológicos, eletroneuromiográficos ou laboratoriais. O exame por IR é complemento essencial do diagnóstico clínico mostrando objetivamente PG na forma de pontos aquecidos hiperradiantes.

Saiba Mais